Coringão Chopp

Gabriel destaca camisa pesada do Corinthians e diz: “Passou a ser exemplo”

 Ovolante Gabriel, do Corinthians, minimizou a queda de desempenho do Corinthians no segundo turno do Brasileirão, mostrou confiança no título e projetou uma arrancada do Timão nesta reta final do campeonato. Ele também destacou a superação da equipe em jogos difíceis e atribuiu isso à “camisa pesada” do clube.

Segundo Gabriel, por conta da campanha arrasadora do Corinthians, que terminou o primeiro turno invicto, muitos times passaram a copiar o estilo de jogo da equipe, o que criou dificuldades ao Timão:

– O Corinthians passou o time a ser estudado e servir de exemplo a todos os times do Brasil. O que nós fizemos, os outros tiveram a humildade de reconhecer e fazer o que vínhamos fazendo. Enfrentamos algumas equipes com proposta totalmente igual à nossa. Que não jogavam desse jeito, e passaram a jogar. Viramos o turno com oito pontos na frente, hoje temos nove – declaro

 

Gabriel, volante do Corinthians, concedeu entrevista coletiva (Foto: Diego Ribeiro)

Gabriel voltou ao Corinthians diante do Grêmio, na última quarta-feira, depois de cumprir dois jogos de suspensão por conta de gestos obscenos à torcida do São Paulo.

O camisa 5 deve ser titular novamente na partida de segunda-feira, contra o Botafogo, no Nilton Santos.

  • Confira abaixo os principais trechos da entrevista do volante:

VANTAGEM NA LIDERANÇA
– Se acontecer tudo, os rivais vencerem, ainda vamos jogar como líderes do campeonato. Ninguém nos deu essa gordura, fizemos por merecer. Nossa equipe sempre mostrou em jogos difíceis que se supera e vai para cima. A camisa do Corinthians é muito pesada nesse aspecto. As equipes vêm com um respeito muito grande e sabem que é o líder do campeonato, melhor equipe da competição.

 

JOGO CONTRA O GRÊMIO
 Teoricamente, foi um empate bom, não perdemos a partida. O Grêmio poderia diminuir a distância para seis pontos. Importante foi não ter perdido. Eram dez jogos (para o fim do campeonato), agora são nove. Resultado bom pelo que foi o jogo também, muito truncado, as duas equipes brigando muito e bem concentradas. Foi uma partida parelha, resultado de bom tamanho.

VOLTA AO TIME
 Gostei da minha atuação, me senti muito bem e confiante. Todos me deram total apoio para treinar esses dias que fiquei fora, para que voltasse bem e com confiança. Tentei ajudar e transparecer minha qualidade. A equipe esteve muito concentrada na marcação, com entrega. Fico feliz pela minha atuação. Agora temos nove jogos, vou procurar sempre ajudar. Essa faísca ganha jogo.

CORREÇÕES
– Acredito que tem coisas a serem melhoradas, trabalhadas, isso é importante. Mas em vários jogos do primeiro turno fizemos duas finalizações e ganhamos de 2 a 0. Se a bola entra, o Corinthians é cirúrgico, frio. Se não entra, vêm as críticas. Sabemos que estamos no caminho certo. Somos os líderes, com nove pontos na frente do segundo, faltando nove rodadas.

RECORDES
– Lógico que queremos sempre vencer fazendo história. Brigamos por isso também, mas o importante, o objetivo, é o título. Não pensamos em bater recordes, mas sim em ganhar o título. O que ficou ali atrás não será apagado da história. Trabalhamos muito, entramos para um livro de recordes. Foram 34 jogos invictos, isso ninguém vai apagar. Independentemente do que está acontecendo agora.

ARRANCADA PARA O TÍTULO
– Essa expectativa não pode se transformar numa ansiedade que atrapalhe. Junto com o torcedor, vamos dar o sprint final para definir esse campeonato.

FONTE GLOBO ESPORTE

 

facebook
twitter
Whatsapp



//Comentários