Coringão Chopp

Corinthians vence Cerro Porteño por 3 a 0 e vai à final da Libertadores feminina

O Corinthians/ Audax está na final da Libertadores feminina. Na noite desta quinta-feira, a equipe comanda por Arthur Elias derrotou o Cerro Porteño por 3 a 0, no Paraguai. Os gols foram de Amanda Brunner, aos 45 minutos do primeiro tempo e aos 44 do segundo, e Byanca Brasil, aos 15 da etapa complementar. Destaque para Kerolin, peça decisiva até o momento para o time brasileiro na competição e que fez as duas assistências para as colegas marcarem nos dois primeiros lances. Agora, o Timão tem pela frente o Colo Colo, do Chile, que em confronto anterior eliminou o River Plate, da Argentina, ao vencer por 2 a 0 e garantiu vaga na decisão de sábado, 21h15 (de Brasília).

 
Byanca Brasil comemora o gol marcado para o Corinthians (Foto: Corinthians)

Byanca Brasil comemora o gol marcado para o Corinthians (Foto: Corinthians)

O começo do primeiro tempo foi de duas equipes em igualdade de oportunidades. Brasileiras e paraguaias se revezavam em chances ofensivas principalmente nas chegadas pelos lados. Logo aos 8 minutos, Byanca Brasil apareceu pelo meio da grande área, mas a defesa rival bloqueou a jogada. Aos 15, Peralta mandou de cabeça contra a meta da goleira corintiana Lelê, que apenas acompanhou sem maiores problemas. Aos 28, o ataque mais perigoso do Cerro. Em contra-ataque, Limpia chegou livre, mas Lelê saiu nos pés da adversária em grande defesa. Tendo boa movimentação e conseguindo se livrar da marcação, Byanca teve ainda mais duas boas aparições, mas foi Amanda Brunner quem abriu o placar. Aos 45, Kerolin avançou pela ponta e mandou para a camisa 14, que acertou uma bela cabeçada sem chance de defesa. As paraguaias ainda tentaram aos 25 em rápido contra-ataque, mas a finalização foi para fora.

 

Na etapa complementar, o Cerro Porteño buscou ir para cima do Corinthians para tentar igualar o marcador. Adiantou a marcação e aos 6 minutos garantiu uma cobrança de falta por Ana Freitas, que mandou direto para a área. Segura, Lelê afastou a bola para longe. O Timão não recuou e tentou ampliar o placar, mas com a calma de quem estava em vantagem. Aos 13, nova chance de Byanca entre as zagueiras, que bloquearam o chute. Mas aos 15, ela finalmente assegurou o seu. Novamente Kerolin construiu a jogada pela ponta esquerda e cruzou rasteiro. Na direita, dentro da pequena área, a camisa 9 apenas teve o trabalho de empurrar para as redes e fazer o 2 a 0. Aos 44, Amanda Brunner apareceu mais uma vez e, de cabeça, após cruzamento da direita, fez o terceiro sacramentou a classificação à grande decisão da Libertadores.

FONTE GLOBO ESPORTE

 

facebook
twitter
Whatsapp



//Comentários